sexta-feira, fevereiro 9

Nuno Durão, em discurso directo...


Bilhete de Identidade:

Nome: Nuno Manuel Macieira Durão
Alcunha: Não me lembro
Idade: 44
Posição: 10 e 11
Internacionalizações A: 43

O Prato: Arroz de Pato da "Tia Harriet "
O Livro: O Diário de Salazar
O Filme: Apocalipto
A Musica: Beatles

Começaste a jogar rugby com que idade?
14 Anos

Onde?
No Clube do meu coração, o GDS Cascais!

Qual o nome pelo qual és conhecido no rugby?
Durão.

Em que posição é que jogaste?
Em jogos oficiais de rugby de 15, a pilar, nº6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14 e 15.

Qual a posição em que gostaste mais de jogar?
Abertura e Ponta esquerda.

Na tua opinião, quais são as principais características que um abertura/ponta devem ter?
Um abertura é alguém que percebe o estado da equipa, percebe os pontos fracos do adversário e sabe como dosear o jogo de forma a colocar os nossos pontos fortes, em cima dos pontos fracos do adversário. Para fazer isto tem de ter bons pés e uma enorme percepção do filme que tem em frente.
Um ponta não tem tanta responsabilidade, mas tem de estar sempre preparado para finalizar ou iniciar os momentos de ataque.

Qual é a principal qualidade que um jogador deve ter para jogar rugby?
O bonito do Rugby é isso mesmo, tem lugares para todos os feitios e caracteristicas: o mais agressivo (7 e 12), os mouros de trabalho humildes sem “louros” (1,3,4 e 5), os mais ponderados que têm que decidir sobre o seu posicionamento (6,8 e 13), o traquinas sempre activo e disposto a brincadeiras (9), o tecnicista mas bruto (2), aquele que tem decidir sobre pressão (10), aqueles que sabem que o último homem é deles (pontas), aquele que não se incomoda por ser o último e tem coragem de estar a ver um jogo quando de repente veêm todos contra ele (15).
Defini aqui maneiras de ser diferentes, que devem ser ligadas à questão fisica.

Claro que mais fácil é dizer a principal qualidade que um jogador não pode ter! Egoista, Cobarde (não é ter medo) é ser cobarde !!! "Eh pá o gajo não sei o quê... o vento... pisei o atacador da bota ... pensei que o outro ia...", enfim tipico do cobardola que finje e se esconde atrás de desculpas esfarrapadas. Normalmente aparece naquela altura do "...agarrem-me senão eu mato-o!!!", com gestos muito agressivos!!

Qual é a principal qualidade que um jogador deve ter para jogar rugby, no Cascais?
Ser irreverente, nunca ficar contente por seguir as regras, ter sempre mais qualquer coisa que nos surpreende. Ser Amigo do seu amigo e entender que o Rugby é isso mesmo, o prazer de entre Amigos combater com um adversário à hora marcada e depois divertirem-se!!Tive a sorte de conviver com alguém que tinha as principais qualidades e nos deixou no DNA de grupo grande parte do seu código.

O Pedro Jonet foi um jogador, uma pessoa, um Amigo, garra, vontade, alegria, foi alguém que tem de ficar imortalizado nas nossas memórias, pois jogou no Clube, criou um espirito e só uma doença estúpida o levou mais cedo. O Pedro tinha tudo aquilo que um jogador deve ter para jogar no Cascais! Foi ele que nos inventou!!!

O que mais gostas nesta modalidade?
Esta modalidade proporcionou-me os melhores momentos, os melhores Amigos, as melhores viagens, a melhor preparação moral para a vida, o Rugby é um código que é válido no mundo todo!

De que forma é que o rugby afectou a tua personalidade?
O Rugby é uma enorme escola de vida, eu ainda estou a meio e ainda não sei se aquilo que aprendi no Rugby me premeia ou valoriza. Isto é, se o sacrificar-me pelos amigos, pôr as necessidades deles à frente das minhas, se me traz apenas satisfação no meu orgulho pessoal ou se isso nos dá alguma valorização pessoal.Na realidade muitas vezes prejudiquei os meus interesses pessoais em nome de uma instituição, amizade ou espirito de grupo e na realidade não sei se isso foi bom ou mau para mim. Satisfez-me e isso é importante, mas se calhar há quem pense que sou apenas “bimbo” e que não aproveitei!! Veremos no futuro.

Na realidade no Rugby tive de enfrentar desafios muito parecidos com o que vivo no dia a dia, conhecer o adversário, saber quem são os amigos, saber que posso contar com eles. Num jogo não se disfarça, a qualidade humana vem de imediato à “tona”, não pensem que se disfarça!!

Chegaste a receber convites de outros clubes? Alguma vez ponderaste sair do Cascais?
Recebi convites de todo o lado, Portugal, Espanha, França, Inglaterra, alguns com dinheiro, outros com bens. Imaginam a pressão quando era Internacional Junior, estávamos na 2ª Divisão e todos os Clubes e treinadores da Selecção me diziam que tinha de sair! Nunca! Esperei e pude fazer parte de algo extraordinário como foi, e será o Cascais.

O Rugby, o Cascais e a familia fazem parte da minha vida e nunca ponderei afastar-me! Não condeno de todo quem o faça, até deve ser uma excelente oportunidade, mas não combina com a minha maneira de ser! A familia, os amigos, a cor da camisola são mais importantes que tudo o resto.

O que é que te fez ficar?
A sensação de que eu e outros eramos importantes para consolidar um grupo, o que acabou por acontecer. Acho imperdoável que para me satisfazer tenha de gorar as expectativas de amigos, perfiro dedicar-me a permitir o sonho de um grupo. Essa conquista é muito mais saborosa!! A vitória individual não tem comparação com a vitória em grupo, com os amigos!!!

Posso confidenciar-vos que uma vez um jogador jovem de outro clube, com enormes qualidades me disse que queria mudar para o Cascais pois não tinha esperança no seu Clube a curto prazo. Disse-lhe que ponderasse bem, pois embora fosse muito importante para nós e sempre benvindo, há momentos que nos devemos sacrificar pelos outros e ficar bem connosco próprios. Ficou no Direito, foi campeão e é hoje uma das maiores referências do Rugby Português.

Qual o jogo que recordas como sendo o mais especial de toda a tua carreira?
- Getxo (Taça Ibérica) foi dramático, lesão grave do Alex, marquei o último ensaio, festa!!!
- Lisboa Seven’s foi uma alegria imensa, foi uma tremenda conquista internacional.
- Madrid Seven’s entrar para os ¼ de final com equipas como Portugal, Espanha, Itália, Escócia sem 4 dos nossos jogadores selecionáveis e derrotar Portugal na final por “Bué!!!”.

O Sabata partiu a loiça toda com a Itália, o Vasco escavacou o Belém e o Bobo levou o Cascais ao expoente máximo!!

De todos os títulos que conquistaste, qual o que te marcou mais?
Dentro do campo foi talvez quando fui rejeitado pela selecção (Cushing) e ajudei a Lousã, com a ajuda do João Tiago e mano Ricardo, a ganhar a Taça Primavera do Lisboa Seven’s, derrotando a Espanha e equipas de elevadíssimo calibre. Fora do campo, foi receber o prémio de carreira desportiva pela FPR.

Qual foi o momento (ensasio, placagem, etc) que mais te marcou ou gostaste na tua carreira?
O Ensaio à França, pois foi uma placagem e ensaio. Ou uma placagem em Getxo no princípio do jogo e o ensaio no fim.
Mas o mais importante foi um ensaio ao serviço da selecção da FIRA na Namibia, com 50 mil pessoas a assistir, televisão, entrevistas, no meio do Camberabero, Van Heerden, Chabowsky, enfim Franceses, Romenos, Tailandeses, Americanos, Uruguaios, Italianos, foi sem duvida o momento alto da minha carreira, marcar um ensaio num jogo destes!

Qual o jogador adversário que mais respeitaste?
Bernardo Marques Pinto e João Queimado

Qual o melhor jogador que tiveste ao "teu lado" no Cascais?
É muito dificil escolher um pois foram muitos os fantásticos jogadores, mas aqueles com que mais me divertia em campo pela enorme qualidade e espirito foram o Rodrigo Castro Pereira e João Jonet

Tinhas algum tipo de ritual antes dos jogos?
Sempre! Tinha de tomar aspirinas, ou Voltaren, ou vitaminas e depois tinha de esticar sózinho ao pé dos duches, dando pancadas de ombro contra as paredes! Manias!

Qual o treinador que recordas como te tendo marcado mais, e porquê?
João Paulo Bessa. Era esperto, muito bem informado e fundamentalmente sabia gerir uma equipa e os mais e menos protegidos, todo o jogo humano que é necessário gerir num grupo.

Qual o teu jogador internacional e nacional preferido de sempre? E da actualidade?
Waisale Serevi e Campese como internacionais. O Rodrigo, o Alex ou o Rogério, foram jogadores de luxo, com uma capacidade de entreajuda fantástica.

Qual o teu jogador preferido, na actual equipa de seniores do cascais. Porquê?
O Pico! Porque é meu filho, um gajo porreiro e joga "pa caraças!"

Qual o teu jogador preferido dos escalões mais jovens do cascais. Porquê?
O Zeca, defende, ataca, nunca se cansa, está sempre ao dispor dos colegas de equipa vai ser um grande jogador.

Se pudesses escolher um jogador dos actuais planteis da divisão de honra para jogar no Cascais, quem era?
O Manu Teixeira! É um grande Cascaense! Pensou, decidiu, enfrentou as suas decisões sem nunca inventar “bodes expiatórios”. Ou então um estrangeiro, talvez o 15 do Técnico! Isto é ou construo a familia ou importo alguém que faça a diferença! Ficamos por aqui....

Na tua opinião o que é que faz falta ao rugby Nacional?
A inteligência de conseguir colocar os Clubes ao dispor das Escolas. Fazendo uma competição inter-escolas desenvolvidas regionalmente pelos Clubes, interessando os professores, os apoiantes, etc... Para isso é necessário a FPR perceber urgentemente que a qualidade vem do aumento da base e não do esforço de uma elite!!

Achas que se não formos ao Campeonato do Mundo, a modalidade vai cair a pique?
Nem por sombras! É importante para nós os que estamos no meio, mas para a opinião publica, para mais adeptos, mais patrocinadores, mais comunicação, não é de todo relevante! O que é melhor para o Rugby (publico em geral)? Ganhar à Alemanha ou levar um cabaz da Nova Zelândia? Quantas vezes fomos ao campeonato do mundo em esgrima? E...?!!!

Se tivesses que explicar a um extraterrestre o que é um jogo de rugby, como o farias?
Mostrava-lhe o filme Braveheart e explicava-lhe que os postes são os Castelos, que em vez de cada exército ter uma bandeira, tinham de lutar pela posse de apenas 1 e que para se transformar num jogo, tinham que avançar passando a bandeira para trás. Tudo o resto são simples táticas e estratégias...

É verdade que eras conhecido por jogar de fato de treino?
Sempre fui friorento! Mas não te esqueças que nessa fase já tinha quarenta e tal anos...!

Conta-nos lá quem é que inventou a tua finta?
Nunca fui famoso de bola! Na escola enquanto jogavam à bola, eu jogava à apanhada e era sempre escolhido pelos mais velhos já que ninguém me apanhava! Era o meu ponto de honra!

Dizem que alguns jogadores recebiam dinheiro para cair na tua finta, é verdade?
A principio gastei uns cobres! Mas depois de famoso era mais fácil pois vinham desimbestados!!!

Corre o boato que o Pico Durão é mais rápido do que tu e finta melhor, é verdade?
Finta melhor?!! Mais rápido talvez, mas....!

Para quando a organização de um Lisboa Sevens ao nível de um Hong Kong sevens?
Nunca! Ninguém em Portugal tem coragem de começar pela mediania e depois crescer. Querem logo fazer aquilo que não têm dinheiro para fazer!!! Já ninguém se lembra que o Hong Kong começou com equipas de convidados a jogar-se num hipodromo manhoso!!

Disseram-nos que no ano passado no Madrid 7’s foste buscar um palhetas à ponta, é verdade?
Qual? O anão?!!! Parecia muito rápido por causa das perninhas....pequenininhas...!

É verdade que sempre sonhaste ser um jogador como o Sabata?
Sempre! Em pequenos quando brincávamos na Rua e ele me convidava para ir lanchar os lanches que a Tia Ana preparava!! Bons tempos! Grande Sabata! Tenho de mostrar a Cascais a fantástica prestação deste nosso jovem a escavacar a Austrália! Onde é que ele anda agora..???

O teu irmão Ricardo disse-nos que quando é ele a organizar as vossas férias as coisas correm sempre melhor, confirmas?
As minhas organizações são fantásticas, ele está traumatizado porque organizei um passeiozinho de barco em Lagos no Verão com a familia toda Mãe, Pai, crianças e caíu-nos uma tempestade em cima que tivémos de evacuar de urgência a Sofia e os filhos do Vasco, foi um drama!

Imagina esta 1ª Linha: João Jonet; Pêpê e Nuno Durão. Queres comentar? (caso não te lembres, aconteceu em Arcos…)
Foi fantástico, ainda hoje tenho uma “hérnia discal” com essa brincadeira, mas como sempre, se é preciso, lá estamos !!!

Porque é que quando apareces vestido com as roupas do Pico escolhes sempre as mais feias?
Tenho muita dificuldade em inovar! Quando era mais novo no Liceu de S. João, vivia em Carnaxide, o Ricardo saiu mais cedo e eu vesti-me sem supervisão! Calças de “fazenda justas, com uns ténis”!!! Achava que estava bestial, quando cheguei ao Liceu o Ricardo obrigou-me a voltar a casa para mudar...!!!

É verdade que os teus filhos te roubam dinheiro da carteira e que se tu levantas muito a garimpa ainda apanhas?
É pura verdade, o pior é que levam tudo, não sobra nem prá bica! Com o Pico na boa que ele reage bem, o problema é o Francisco,que se se vira a mim vai ser um drama!

O Pedro Rogério continua a dizer que é mais alto que tu. Quem cala consente…?
Tenho uma prova irrefutável. Um dia ofereceu-me um fato dele que lhe estava apertado, mas feito à medida. Tive de deitar as bainhas abaixo porque as calças estavam-me curtas!!!

Qual era afinal a avença mensal que davas ao teu Pai para ele te filmar só a ti?
O meu Pai filmou tudo! Eu é que aparecia mais vezes!

Quem ganha o Campeonato do Mundo de Rugby deste Ano?
A Selecção mais forte é a Nova Zelândia, mas invariávelmente falha na competitividade, por isso se o Wilkinson jogar o meu voto vai para a Inglaterra!

Que prevês para o futuro do rugby do Cascais?
Em 1975 O Sr. Leal (O Fundador) com alguns jovens atletas (Cajó, Gonçalo, Rui Estevens) plantaram no Cascais a modalidade de Rugby, que durante anos a fio dedicaram tempo, paciência e cimentaram uma enorme colectividade.

Anos depois com ajuda do Nicha (O Presidente), conseguimos uma autentica “epopeia” com resultados que todos conhecemos. Nessa altura (1994) já com a minha intervenção sonhámos conseguir que a Camara de Cascais nos proporcionasse um Pavilhão novo, um Estadio de Rugby tudo integrado e iniciámos esse processo, mesmo sabendo que iria exigir de nós pessoalmente e da modalidade inumeras dificuldades.

Foram projectos, discussões, frustrações e enormes vitórias. Prescindimos do “pelado”, fomos expulsos do Hipodromo, fomos expulsos da Quinta da Marinha, voltámos ao “pelado”, inaugurámos o novo campo onde vivemos com muita dificuldade, lama, sem luz, sem cabines, envolvidos 3 anos num estaleiro de obra!!! Espero que todos tenham a sensibilidade para imaginar uma época sem dinheiro, sem luz, sem campo, sem equipamentos, sem dinheiro para autocarros e simultaneamente com jogadores importantes a trocarem o seu Clube por uma carreira a “solo” no Clube da moda, do momento!

Por fim o sonho concretizou-se, conseguimos o Pavilhão, o Campo, as Luzes, o dinheiro! Não morremos na Praia! O Rugby chegou bem e está a renascer! Claro que nada disto se tinha conseguido se um grupo coeso já apelidado de “revolucionários do insucesso”, que no fundo são aqueles jogadores que viveram todas as dificuldades e que permitiram o enorme sucesso que o Rugby terá daqui prá frente, terem estado desde infantis a seniores, pessoas como o João Heleno, Mesquita, Pedro Leitão, Pépes, Martim, Sabata entre outros, que foram treinadores, jogadores, animadores, enfim têm o vosso nome na história deste Clube!

Nada teria tido sentido se esses jogadores tivessem pensado primeiro nas suas carreiras e tivessem abandonado o Clube! Se o tivessem feito, hoje não havia Rugby, tinhamos de voltar a construir tudo do inicio! O Rugby está assegurado! É fundamental que continuem a lutar por esse Cascais! Onde os jogadores são amigos, onde se divertem, onde a vossa opinião conta, onde participam!!!


VIVA O CASCAIS!

16 Comments:

At 12:18 da manhã, Anonymous Leitão said...

Grande Nuno, bela entrevista!

És e sempre serás uma grande referência para nós neste clube, não só pelo grande jogador que foste e os títulos que conquistaste, mas também por tudo o que fizeste pelo nosso Cascais...e por isso muito obrigado...

 
At 12:19 da manhã, Anonymous pitota said...

Sim sr. grande entrevist.

tio nuno, tana hora de começar a dar show nos veteranos não?!

Um abraço pitota

ps: boa sorte po jogo amanha!

 
At 12:20 da manhã, Anonymous PiCo said...

Granda pai que eu tenho!
Sim senhora sempre a surpreender..!
A ver se este ano ainda fazemos uns torneios de sevens juntos! eheh
Ainda hà muita laranja a espremer!
Abraços

 
At 9:29 da manhã, Anonymous mesquita said...

Serás p sempre um dos nossos! Mesmo com essa idade toda...

Fora de merdas, orgulho-me de poder dizer que já formei no mesmo 15 que tu! És enorme!

Abraço

 
At 3:49 da tarde, Anonymous dino said...

Sim, foi um prazer e será sempre um orgulho formar no mesmo 15 ou 7 do que tu!!

Ainda hoje me recordo da final do Madrid 7's contra Portugal!!

Abraço

 
At 11:01 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Tive o prazer de jogar algumas vezes contra este senhor do rugby nacional, umas vezes ganhei, outras perdi, mas em todas pensava para mim "cabrão do velho"...parabéns por toda a carreira e na minha opinião um dos melhores jogadores de rugby q já vi jogar.

 
At 11:38 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Parabéns
Excelente entrevista de um dos adversários mais díficeis que enfrentrei
Cumprimentos
Luís Cavaco

 
At 1:35 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Sem dúvida um Grande jogador e um complicado adversário!

 
At 5:22 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Só é pena o livro...

 
At 11:28 da manhã, Anonymous Victor Villar da Costa said...

Em meu nome pessoal, obrigado Nuno pela excelente entrevista! Quero-te dizer que para mim ainda és o melhor jogador de sempre do rugby português!

Entrevistas destas unem. O Cascais irá lá chegar, não tenho dúvidas.

Um forte abraço,

Victor Villar da Costa

 
At 11:44 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Exigo uma cópia do BI do Nuno .


44 ANOS ? SÓ ?

Es como a maioria dos africanos , são registados depois da primeira comunhão ?

 
At 12:32 da tarde, Anonymous Rock n' Riots said...

És muito grande avô, muito grande mesmo...

 
At 5:23 da tarde, Anonymous MM said...

MAIS UMA TEORIA DA CONSPIRAÇÃO....
o que temos que ouvir deste senhor todos os dias vale a pena pelo menos para escrever um livro...he is the famous story teller...
ASS: THE TEAM!!!!!!

 
At 8:27 da tarde, Anonymous Avô said...

Um enorme obrigado a todos!

Fiquei muito contente, satisfeito, feliz e até comovido pelos comentários que recebi!!

Altero uma resposta, na qual não tinha a certeza se fiz bem.........fiz!!!

Os vossos comentários dão-me essa certeza.

Obrigado a todos, em especial ao meu filho Pico!

Mas principalmente ao Vitor, ficando aqui uma palavra de apreço por teres agarrado o Cascais, conseguido unir e sei bem que vão conseguir colocar o Cascais onde merece!

Sabem que podem contar comigo quando for preciso.

Um grande abraço

 
At 8:30 da tarde, Anonymous Avô said...

...quanto ao comentário das 5.23pm, é uma colega do escritório!

Não sei se devia ter dito isto!

Calma! Não se excedam por favor!

 
At 6:26 da tarde, Anonymous Jorge Herédia said...

Ti Nuno!

Bela entrevista! É com muito orgulho que digo que o MELHOR JOGADOR PORTUGUÊS DE SEMPRE é o meu Padrinho de Selecção!

Um aparte: O que fazes no teu (nosso) dia de anos?

Um abraço aos bloggers (está um grande trabalho),

JH

 

Enviar um comentário

<< Home

FREE hit counter and Internet traffic statistics from freestats.com